Terça-feira, 2 de Abril de 2013

Fugiste daqui

Quando cheguei apenas o vazio

Nem o eco da tua voz

Nem o cheiro

Nem as sombras de nós

 

O som dos teus passos

Ainda se respirava no ar

O gesto dos teus olhos

Onde me queria aninhar

 

Fugiste daqui

E eu fiquei imóvel

Deitada no chão

 

Contei os nós da madeira

Do soalho que pisámos

E num sonho dei-te a mão

 

Escondi-me de mim

Por entre folhas soltas

E notas de música

Com letras revoltas

 

Rasguei-me da roupa

Que me prendia e sufocava

Dei um grito mudo

No silêncio que me inundava

 

Fugiste daqui

E eu fiquei imóvel

Deitada no chão

 

Contei os nós da madeira

Do soalho que pisámos

E num sonho dei-te a mão

publicado por SRock às 03:22
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Abril 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. Luta de silêncios

. ...

. Fugiste daqui

. Não sei quem quero ser…

. Por tudo...

. O que sinto…

. Mesmo antes de acordar

. Caminho...

. Um desejo de Natal

. Sonhos…

.arquivos

. Abril 2015

. Março 2014

. Abril 2013

. Março 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

blogs SAPO

.subscrever feeds